A importância da vida fraterna na comunidade paroquial - Dominus Comunicação

A importância da vida fraterna na comunidade paroquial

A comunidade paroquial só existe quando existe a comunhão entre os irmãos. Por isso a vida fraterna na comunidade paroquial é tão importante.

Ao criar o ser humano segundo à Sua imagem e semelhança, Deus o criou para a comunhão. Sendo Deus Amor, Trindade, comunhão, chamou a cada um de nós a uma íntima relação com Ele e com os irmãos. Por isso encontramos sentido para a própria vida enquanto estamos em comunhão com Deus e os irmãos.

Contudo, os relacionamentos não podem ser vazios ou rasos. O amor testemunhado por Jesus é um amor que vai até o extremo, que “dá a vida por seus amigos”. É esse amor que torna o testemunho cristão fecundo no mundo.

Jesus reuniu os Seus discípulos para se tornarem um só com Ele, e a fim de que, com Ele e graças a Ele, no Espírito, pudessem perpetuamente responder ao amor do Pai.

De que maneira? Amando-o “com todo o coração, com toda a alma e com todas as forças” (Dt 6, 5) e amando o próximo “como a si mesmos” (Cf. Mt 22,39).

A Bíblia Sagrada nos revela que quando surgiram as primeiras comunidades cristãs a expressão máxima de sua vida era a fraternidade: “A multidão dos fiéis era um só coração e uma só alma” (At 4,32)

A vida fraterna na comunidade paroquial

Relacionamentos não são fáceis, pois implica viver ou estar perto de pessoas que pensam diferente, que têm opiniões políticas diferentes e com temperamentos diversos. Neste sentido, a Palavra de Deus nos orienta: “Carregai os fardos uns dos outros; assim cumprireis a lei de Cristo” (Gl 6, 2)

Por isso ao se pensar na vida fraterna na comunidade paroquial os primeiros requisitos a serem trabalhados são o respeito e a empatia. Neste sentido, é preciso livrar-se das hipocrisias, buscando viver a sinceridade uns com os outros.

Cada um de nós possui suas limitações, defeitos e tendência ao egoísmo. No entanto, a vida fraterna paroquial é lugar onde podemos nos esforçar por combatê-los.

A vida fraterna deve ser vivida intensamente por cada fiel. Ela acontece na celebração dos sacramentos, sobretudo da celebração de todos os sacramentos, de maneira especial na Eucaristia e no Sacramento da Reconciliação.

Por meio dos sacramentos Deus reaviva nossa união com Ele e com os irmãos. É em torno da Eucaristia, celebrada ou adorada, que se constrói a comunhão dos corações, premissa para qualquer crescimento na fraternidade.

A vida fraterna na comunidade paroquial também compreende o serviço pastoral, no qual os fiéis se reúnem para continuar a missão de Jesus.

Na primeira comunidade de Jerusalém, todos perseveravam “na doutrina dos apóstolos, nas reuniões em comum, na fração do pão e nas orações” (Atos 2,42).

Enfim, a vida fraterna acontece na caridade para com os necessitados, afinal o próprio Jesus pediu: “Meus filhinhos, não amemos com palavras nem com a língua, mas por atos e em verdade” (1Jo 3,18)

Como estruturar um cronograma de formação para a paróquia

Como cultivar a vida fraterna na comunidade paroquial

Quer saber como cultivar uma vida fraterna saudável na sua comunidade paroquial? Então veja estas dicas!

Otimize as reuniões com momentos de partilha

Conhecer a situação de vida do irmão desperta em nós a fraternidade e a empatia. Por isso, durante as reuniões pastorais estimule que os agentes partilhem brevemente suas histórias de vida, o testemunho de uma graça alcançada, uma dificuldade que estejam enfrentando, etc.

Contudo, para não tomar muito tempo, você pode organizar um calendário convidando uma pessoa por encontro a fazer a sua partilha de vida. Você pode determinar por sorteio, fazer um convite direto ou pedir que eles mesmos se voluntariem a fazer a partilha.

Celebrar os momentos da vida dos agentes de pastoral

Nossa vida é feita de momentos, e os momentos importantes como o sacramento do batismo, a primeira eucaristia e o crisma dos filhos são extremamente marcantes para os pais. Neste sentido, celebre com os fiéis momentos como este. Além disso, comemorar datas como aniversário de vida e de casamento também são importantes para a vida fraterna na comunidade paroquial.

Promova momentos de intercessão pela vida fraterna na comunidade paroquial

Todos passam por dificuldades e precisam ser amparados pela oração. Ao mesmo tempo, todos somos convidados a orar uns pelos outros. Neste sentido promover momentos de intercessão fortalece os paroquianos e promove um bom relacionamento fraterno entre todos.

Estimule o acompanhamento pessoal e a direção espiritual

Poder ter o acompanhamento de uma pessoa madura na fé ou poder contar com um diretor espiritual é uma bênção para os agentes paroquiais.

Desta maneira eles têm a oportunidade não apenas de crescer na fé e na amizade com Deus, mas também na vida fraterna na comunidade paroquial.  

Forme as lideranças 

Bons líderes de pastorais e movimentos fortalecem a vida fraterna na comunidade paroquial. Por isso, não se canse de oferecer formação às lideranças abordando não apenas a doutrina e a espiritualidade, mas principalmente os princípios e valores cristãos.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *