O que é a Pastoral da Comunicação - Dominus Comunicação
O que é a Pastoral da Comunicação

Slide O QUE É A PASTORAL
DA COMUNICAÇÃO
Por jéssica Maia
Publicado em 04 de novembro de 2020
Por jéssica Maia
Publicado em 04 de novembro de 2020
O QUE É A PASTORAL
DA COMUNICAÇÃO

Seja você um coordenador da Pastoral da Comunicação, um agente pastoral com alguma experiência nesta missão ou até mesmo alguém que está dando os primeiros passos na Pascom, certamente esse conteúdo é para você.

Este conteúdo foi pensado e planejado com muito carinho para auxiliar você a sanar as suas principais dúvidas sobre a Pastoral da Comunicação, como: Qual a sua relevância no contexto da evangelização, quais são as oportunidades de atuação, os benefícios de formar a pastoral, missão dos agentes, entre muitos outros aspectos.

Por isso, separe o seu café, se acomode confortavelmente e aproveite esta leitura. Nosso desejo é que você possa potencializar ainda mais sua missão de estar à serviço da evangelização, por meio da Pastoral da Comunicação.

Slide Pastoral da Comunicação - PASCOM

Segundo a Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB, a Pastoral da Comunicação (Pascom), pode ser entendida em diversos sentidos, pois seu campo de ação é ilimitado e são inúmeras as suas possibilidades de atuação.

Trata-se de um conjunto de ações de comunicação realizadas dentro de uma comunidade eclesial. É a pastoral do ser e estar com toda a comunidade.

Os 4 eixos que norteiam a sua ação são: formação, articulação, produção e espiritualidade.

A Pascom é uma das pastorais que podem auxiliar a Igreja em sua importante e complexa missão de manter-se em diálogo com a sociedade.

A Pastoral da comunicação e sua atuação nos diferentes âmbitos (comunidade, paróquia, diocese)

Confira no infográfico abaixo os diferentes âmbitos em que a Pascom pode estruturar-se, conforme as orientações do Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil, 99.

Os Benefícios de ter a Pastoral da Comunicação

A Pastoral da Comunicação encontra seu sentido pleno, quando de maneira concreta contribui com as demais pastorais e organismos da Igreja, favorecendo assim a visibilidade das ações evangelizadoras da comunidade. É a pastoral do serviço.

Portanto, é essa pastoral que irá contribuir com o fortalecimento das relações comunitárias, gerando unidade entre pastorais, movimentos e organismos.

Para que as demais pastorais tenham suas atividades e necessidades reconhecidas, elas irão contar com o apoio da Pascom que irá dar voz a cada uma dessas ações, tanto dentro quanto fora do ambiente eclesial.

Ela é também um importante canal de comunicação e atração de novos membros para a Comunidade. Seu papel é falar não apenas com aqueles que já estão inseridos na realidade eclesial, quanto também, e principalmente, com aqueles que se encontram afastados ou não possuem uma experiência de fé.

De maneira atrativa e querigmática, a Pascom pode atrair pessoas mais comprometidas com o Evangelho. Que não apenas escutam falar da Boa Nova, mas desejam também se tornar esses evangelizadores, contribuindo para que o Evangelho seja anunciado a todos.

Agência Católica e Pascom, podem caminhar juntas?

Não só podem, como DEVEM. Essas duas frentes de trabalho não são inimigas uma da outra, pelo contrário, são grandes parceiras e quando têm suas atividades aliadas ganham ainda mais força na evangelização.

Por vezes será difícil para a Pascom contar com agentes que tenham conhecimentos mais técnicos e uma vasta experiência nas diversas áreas de atuação na comunicação, justamente por se tratar de uma pastoral de serviço voluntário.

Contudo, uma vez que os agentes pastorais contam com o suporte profissional de uma agência católica, o tempo investido nas ações de evangelização é otimizado e se torna mais estratégico, além de receber a dedicação que talvez antes não seria possível.

Atuando em unidade com a Pascom, a agência poderá contribuir com os agentes apresentando novas estratégias, ferramentas e tecnologias que podem ser utilizadas a favor da evangelização.

Essa parceria também é favorável para que a Pascom possa se dedicar mais à vivência pastoral, podendo estar mais presente na cobertura dos eventos paroquiais, além de conhecer mais de perto as necessidades do dia a dia das demais pastorais e movimentos, e articulando juntos novas soluções para os problemas presentes.

Qual a missão do agente da Pastoral da Comunicação

Compromissado com a Verdade, o agente da Pascom é um comunicador da esperança. Para ele, o que rege a sua missão não é a urgência de realizar um anúncio que pode gerar notícias com conteúdos distorcidos, sem as suas fontes totalmente verificadas, apenas para ter um furo de reportagem.

Sua missão definitivamente não é ser um agente de Fake News, mas antes alguém que zela pelo compromisso com a Verdade.

O Diretório de Comunicação afirma que “não se pode reduzir essa pastoral aos meios de comunicação, pois ela é um elemento articulador da vida e das relações comunitárias. Ela favorece o cultivo do ser humano enquanto pessoa que comunica valores, a partir da Palavra de Deus e da Eucaristia” (Diretório 247).

Sendo assim, o documento aponta algumas características que regem a missão do agente e da Pascom:


Slide A Pascom no âmbito paroquial

Qual o perfil ideal do Coordenador da Pastoral da Comunicação

Apesar de ser um serviço voluntário, é de extrema importância que o coordenador, aquele que estará à frente da Pascom, seja um profissional de Comunicação.

Na falta de pessoas que se encaixem neste perfil, que seja escolhido alguém que já tenha uma boa experiência no serviço com a Pascom ou que possua conhecimentos mais técnicos sobre comunicação.

“O Concílio Ecumênico Vaticano II reforça o importante papel dos leigos no diálogo entre fé e cultura e sua atuação no campo da comunicação. Isso requer preparação técnica, doutrinal e espiritual que lhes possibilite uma gestão eficaz na coordenação da Pascom, no âmbito que lhes é confiado e em sua atuação como comunicadores. É fundamental que a Igreja lhes propicie oportunidades de formação continuada na área da comunicação”.

Caberá ao coordenador também a missão de animar na fé os demais agentes, dando a eles o testemunho de compromisso e dedicação com a missão que lhes foi confiada.

Por ser uma pastoral que está a serviço das demais e da Igreja, é preciso que os agentes compreendam que mais do que apresentar resultados em números, boa qualidade, a preocupação maior deve ser com a evangelização, se o anúncio da Boa Nova está sendo capaz de despertar a consciência da urgência de uma autêntica conversão de vida por parte dos fiéis.

Para isso, é necessário que haja diálogo, fé, comunhão e partilha. E o principal: disposição de ir além, de investir tempo e energia no compromisso com as formações, estudos sobre os documentos da Igreja. Além de se fazer presente em reuniões que o permitam escutar as dores e necessidades dos agentes pastorais.

A Pastoral da Comunicação e o seu papel na Pastoral de Conjunto

Em Puebla, em 1979, o episcopado latino-americano assim definiu a Pastoral de Conjunto: Ação global, orgânica e articulada, que a comunidade eclesial realiza sob a direção do bispo destinada a levar a pessoa e todos os membros à plena comunhão de vida com Deus.

Considerando o papel fundamental da Pastoral de Conjunto como promotora da unidade, responsável por formar novos discípulos missionários que, não apenas se sentem atraídos pela Igreja, mas desejam também se comprometer com ela e se tornar membros deste Corpo, a Pascom torna-se, então, sua grande aliada na ação evangelizadora da Pastoral de Conjunto.

Uma vez que ao servir essa Pastoral, ela (Pascom) poderá bem viver as suas duas principais dimensões como a integração e a missionariedade. Seu papel é ser porta voz da difusão de informações sobre o que acontece na comunidade e mais do que isso, apresentar as diversas formas de ser Igreja.

A PASCOM e o pároco

“O serviço e ministério do presbítero é essencialmente comunicação. Ele vive no diálogo constante com Deus e com o seu povo. As suas ações são comunicativas, nas celebrações dos sacramentos, nas homilias, na condução das reuniões paroquiais, no diálogo com as pessoas e nos vários segmentos sociais” ( Diretório 256).

Portanto, o coordenador e os agentes da Pascom precisam estar em completa comunhão com o pároco, não apenas para que se articule as propostas de ações e tenha assim a aprovação do sacerdote frente a algumas iniciativas, como também porque a Pascom pode favorecer a relação de pastoreio do sacerdote.

Principalmente quando falamos de redes sociais e pensamos nas relações, interações de maneira mais próxima. A Pascom pode, então, propor ideias e iniciativas para que o sacerdote esteja unido ao seu rebanho.

A Pastoral da Comunicação na evangelização Querigmática

Existem diversas formas da Pastoral da Comunicação poder contribuir com a evangelização querigmática.

A promoção de eventos realizados pela paróquia, tardes de louvor, momentos de formação e atividades que norteiam o dia a dia da vida paroquial, são algumas das oportunidades disponíveis.

Mas principalmente nesta realidade atual de pandemia, muitas outras oportunidades surgiram e as comunidades que souberam fazer bom uso das adaptações deste tempo, com certeza poderão sair deste momento desafiante muito mais fortalecidas.

O processo formativo dos agentes pastorais da Pascom

Por diversos motivos, sabemos que investir na formação dos agentes pastorais pode ser um processo desafiante. Entre algumas razões para tal afirmação encontra-se, por exemplo, a baixa adesão dos agentes pastorais, as dificuldades com os horários, a conciliação de outros compromissos, entre outros motivos.

Mas, o fato é que uma das mudanças provocadas pelo cenário de pandemia em que o mundo vive - especialmente o Brasil - é que todos tivemos que nos adaptar e rever as nossas prioridades e a forma como lidamos com os nossos compromissos.

Com isso, houve um aumento também considerável de formações e conteúdos disponibilizados, muitas vezes de maneira gratuita, por meio das plataformas digitais.

Oferecendo principalmente a flexibilidade aos participantes de escolherem quando e de que maneira utilizar estes materiais disponibilizados para formação.

Aqui no nosso portal, por exemplo, você encontra diversos conteúdos disponíveis em e-books, vídeos, cursos, materiais ricos voltados para a evangelização e formação dos agentes pastorais.

A formação dos agentes não pode limitar-se ao conhecimento de como utilizar os meios, mas sobretudo precisa estar alinhado com a ética da comunicação e o anúncio da Verdade.

Cabe aos agentes da Pascom o compromisso com a Verdade do Evangelho de maneira autêntica, e que carregue em si um zelo pelo conteúdo que divulga, especialmente em tempos que precisamos combater recorrentes notícias falsas, como as Fake News.

Em um novo cenário, com uma nova dinâmica para se trabalhar é preciso também atualizar as formas de anunciar o Evangelho e a Pascom é chamada a ser a grande protagonista deste tempo, na vivência paroquial e comunitária.

É ela que irá oferecer o suporte para as demais pastorais e agentes, para que todos possam continuar cumprindo com o seu chamado, ainda que de maneira virtual.

Sem se esquecer é claro, da importante e necessária profissionalização dos seus próprios agentes que precisam saber como se comunicar de maneira assertiva e eficaz.

Por isso se faz tão importante pensar e investir em novas estratégias e recursos que formem os agentes pastorais.

Confira abaixo algumas pistas de ação voltadas para a formação dos agentes pastorais da Pascom, indicados pelo Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil:

O papel da PASCOM na formação paroquial

As demais pastorais e movimentos podem contar com um importante auxílio para que suas atividades alcancem um maior número de pessoas ou para que sua mensagem seja comunicada de maneira assertiva.

Este auxílio virá justamente da Pascom que poderá oferecer treinamentos para os demais agentes sobre como realizar transmissões de suas ações, além também de oferecer suporte na gravação de conteúdos de formação.

Desse modo, as demais pastorais podem voltar a sua atenção para o conteúdo formativo de seus momentos de reflexões e debates e a Pascom torna conhecido o que tem sido feito na comunidade. Tanto a nível interno como também uma ponte com as mídias externas.

Slide Pascom X Planejamento

As etapas do planejamento de comunicação da Pastoral da Comunicação

  • Estimule uma relação de confiança entre o pároco, coordenador e os agentes representantes da pastoral;

  • Faça um mapa da região paroquial;

  • Identifique quais são as principais necessidades e prioridades de sua comunidade e região pastoral;

  • Crie um plano de pastoral de acordo com esses resultados;

  • Defina algumas ações e estabeleça metas, prazos e periodicidade da execução de cada uma delas;

  • Faça da Pastoral da Comunicação o prolongamento da experiência de Deus e do diálogo entre fé e cultura.

A importância da avaliação dos resultados alcançados pela Pascom

Avaliar os resultados alcançados pela Pascom é de extrema importância e relevância, porque é por meio dessa avaliação periódica que os agentes poderão compreender se o objetivo de evangelizar está sendo alcançado como gostaria.

A avaliação de métricas e resultados permite também que haja um compromisso maior por parte da Pascom com aqueles que são alcançados pela evangelização.

Quando os resultados não saem como esperado é preciso reavaliar as estratégias e os tipos de conteúdo que estão sendo oferecidos, para que se possa oferecer um material de qualidade que responda às necessidades dos paroquianos e daqueles que estão iniciando seu caminho de fé.

A Pascom e a transformação digital

Os agentes pastorais, precisam compreender quão ampla e importante é a missão da Pascom.

Ela consiste não apenas em articular iniciativas que promovam atividades e suas divulgações nos canais digitais, como também a presença fundamental no processo de transformação digital do ambiente pastoral.

Basta olhar o atual cenário em que vivemos, as mudanças provocadas pela pandemia do novo coronavírus, para compreender os impactos da transformação digital nas atividades da Pastoral de Comunicação.

Impossibilitados de manter suas atividades presenciais, as comunidades precisaram contar com o auxílio da tecnologia para manter a gestão de suas atividades evangelizadoras.

Ferramentas de marketing que podem ser adotadas pela Pastoral da Comunicação

Podemos indicar a você mais de 40 ferramentas de marketing digital que a Pascom pode adotar para otimizar seu tempo e resultados. Cada uma para uma necessidade específica.

Contudo, as duas principais ferramentas e métodos que você precisa ter em mente e contar com o seu suporte na jornada de evangelização, são o marketing de conteúdo e o Inbound Marketing.

Enquanto o Inbound Marketing irá te ajudar a atrair pessoas para sua evangelização por meio de mecanismos de busca, blogs e site, o marketing de conteúdo atuará na produção de conteúdo que proporcionará a solução dos principais problemas da sua persona.

E se você não sabe ainda o que são personas, eis uma boa oportunidade para não apenas se familiarizar com o termo, como também de definir as principais personas de sua comunidade para assim auxiliá-los em suas experiências de evangelização.

Nosso desejo é de que este conteúdo possa ter te ajudado a compreender quão ampla e importante é a sua missão dentro da Pastoral da Comunicação e quantos caminhos você pode explorar para assim comunicar com coragem e parresia a Boa Nova.

Este conteúdo foi útil para você? Compartilhe agora mesmo com os seus amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *