Como evangelizar pela internet: As lições deixadas pelo Papa Francisco

Como evangelizar pela internet: As lições deixadas pelo Papa Francisco

Atualmente evangelizar pela internet tornou-se uma missão de grande importância dentro da Igreja.

 As paróquias que ainda não investem neste trabalho estão em busca de orientações de como começar. E aquelas que já lançaram suas redes neste mar de águas profundas (cf. Lc 5,4), para onde o nome de Jesus precisa ser anunciado, já recolhem suas redes carregadas.  

A evangelização na internet é motivada pelo crescente acesso das pessoas ao mundo virtual. Uma pesquisa realizada em 2019, mostra que 3 a cada 4 brasileiros têm acesso a internet, ou seja, 134 milhões de pessoas.

O estudo foi feito pelo Centro Regional para o Desenvolvimento de Estudos sobre a Sociedade da Informação, vinculado ao Comitê Gestor da Internet no Brasil.

A pesquisa ainda aponta que 74% dos brasileiros costumam acessar a internet pelo menos 1 vez nos últimos 3 meses. Entre os entrevistados, 90% relataram acessar todos os dias.

Acompanhando esse avanço, a Igreja está cada vez mais atenta a esta oportunidade e tem refletido de maneira mais profunda sobre sua postura em como evangelizar pela internet.

 Para que você esteja por dentro do que a Igreja tem dito a esse respeito, te apresentamos algumas reflexões do Papa Francisco. Acompanhe!

Comunicar esperança e confiança, no nosso tempo

Na Mensagem para o 51ª Dia Mundial das Comunicações Sociais, o Papa Francisco exorta-nos à uma “comunicação construtiva”.

Essa comunicação deve rejeitar os preconceitos contra o outro e nos ajudar a olhar com confiança e esperança para a nossa realidade. Ele declara:

“Gostaria, pois, de dar a minha contribuição para a busca de um estilo comunicador aberto e criativo, que não se prontifique a conceder papel de protagonista ao mal, mas procure evidenciar as possíveis soluções, inspirando uma abordagem propositiva e responsável nas pessoas a quem se comunica a notícia”.

Ele ainda indica que é a confiança no Reino de Deus que deve moldar o nosso modo de comunicar.

“Tal confiança é que nos torna capazes de atuar – nas mais variadas formas em que acontece hoje a comunicação – com a persuasão de que é possível enxergar e iluminar a boa notícia presente na realidade de cada história e no rosto de cada pessoa”.

Como evangelizar pela internet: com uma autêntica cultura do encontro

As múltiplas formas de exclusão, marginalização e pobreza, além de conflitos econômicos, políticos, ideológicos e religiosos são criticados fortemente pelo Papa Francisco. Na Mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais de 2019, ele destacou:  

“Os progressos dos transportes e das tecnologias de comunicação deixam-nos mais próximos, interligando-nos sempre mais, e a globalização faz-nos mais interdependentes. Todavia, dentro da humanidade, permanecem divisões, e às vezes muito acentuadas”. 

Por isso, o pontífice nos convida à uma comunicação disponível à cultura do encontro.

“Neste mundo, os mass-media podem ajudar a sentir-nos mais próximos uns dos outros; a fazer-nos perceber um renovado sentido de unidade da família humana, que impele à solidariedade e a um compromisso sério para uma vida mais digna”.

Ele ainda expõe:

“Uma boa comunicação ajuda-nos a estar mais perto e a conhecer-nos melhor entre nós, a ser mais unidos. Os muros que nos dividem só podem ser superados, se estivermos prontos a ouvir e a aprender uns dos outros. Precisamos harmonizar as diferenças por meio de formas de diálogo, que nos permitam crescer na compreensão e no respeito”.

O Papa ainda destaca que a cultura do encontro requer de nós disposição não só em dar, mas também em receber.

“Os mass-media podem ajudar-nos nisso, especialmente nos nossos dias em que as redes da comunicação humana atingiram progressos sem precedentes. Particularmente a internet pode oferecer maiores possibilidades de encontro e de solidariedade entre todos; e isto é uma coisa boa, é um dom de Deus”.

Comunicação e Misericórdia: como evangelizar pela internet

Em 2016 a Igreja vivia o Ano Santo da Misericórdia, por isso na sua Mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais daquele ano o tema não poderia ser outro senão a Misericórdia.

“A Igreja unida a Cristo, encarnação viva de Deus Misericordioso, é chamada a viver a misericórdia como traço característico de todo o seu ser e agir”, afirmou o pontífice.

Por isso, ao evangelizar pela internet, tudo o que dizemos e o modo como o dizemos, cada palavra e cada gesto deve expressar a compaixão, a ternura e o perdão de Deus.

“O amor, por sua natureza, é comunicação: leva a abrir-se, não se isolando. E, se o nosso coração e os nossos gestos forem animados pela caridade, pelo amor divino, a nossa comunicação será portadora da força de Deus”.

O Papa nos recorda que a “comunicação tem o poder de criar pontes, favorecer o encontro e a inclusão, enriquecendo assim a sociedade”.

Ele ainda ressalta que o encontro entre a comunicação e a misericórdia é fecundo quando é capaz de gerar uma proximidade que cuida, conforta, cura e acompanha.

“Num mundo dividido, fragmentado, polarizado, comunicar com misericórdia significa contribuir para a boa, livre e solidária proximidade entre os filhos de Deus e irmãos em humanidade”.

Comunicar encontrando as pessoas onde estão e como são

Na Mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais de 2021 o Papa nos estimula a ir ao encontro das pessoas.

“O convite a «ir e ver», que acompanha os primeiros e comovedores encontros de Jesus com os discípulos, é também o método de toda a comunicação humana autêntica. Para poder contar a verdade da vida que se faz história, é necessário sair da presunção cômoda do «já sabido» e mover-se, ir ver, estar com as pessoas, ouvi-las, recolher as sugestões da realidade, que nunca deixará de nos surpreender em algum dos seus aspetos”.

Na evangelização pela internet, mais do que ir e ver, precisamos estar atentos na maneira como evangelizamos. Devemos transmitir toda mensagem com verdade nas palavras, no olhar, no tom de voz e nos gestos.

“O intenso fascínio de Jesus sobre quem O encontrava dependia da verdade da sua pregação, mas a eficácia daquilo que dizia era inseparável do seu olhar, das suas atitudes e até dos seus silêncios. Os discípulos não só ouviam as suas palavras, mas viam-No falar. (…) A palavra só é eficaz, se se «vê», se te envolve numa experiência, num diálogo. Por esta razão, o «vem e verás» era e continua a ser essencial”.

 Ao se pensar em como evangelizar pela internet precisamos ter a consciência de que nesse meio vamos nos deparar com diferentes tipos de pessoas, cada qual com seus anseios.

Muitas estão nas redes sociais em busca de algo que sequer sabem o que é. Para preencher de qualquer maneira um vazio que só pode ser preenchido por Deus.

Por isso se faz urgente uma evangelização pensada e bem planejada para que ao lançar as redes, essas pessoas possam ser pescadas  para o Reino de Deus.

Que tal entrar em contato conosco para conhecer as possibilidades que nós podemos oferecer para a sua paróquia quando o assunto é como evangelizar pela internet?! Basta clicar aqui!

Gisa Prado

Jornalista de formação, com longa experiência na produção de conteúdos para meios de comunicação católico. Atualmente compõem a equipe de Redação na Dominus Evangelização e Marketing.  Seu coração está na evangelização!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *