4 dicas de como abordar a diferença entre o Dízimo e a oferta na Missa

4 dicas de como abordar a diferença entre o Dízimo e a oferta na Missa

4 dicas de como abordar a diferença entre o Dízimo e a oferta na Missa

A Igreja nos convida a ser dizimistas, mas muitos se perguntam: se eu já sou dizimista ou se a Igreja Católica pede o dízimo, porque ainda recolher aquela doação no momento da apresentação das ofertas na missa? Pode acontecer ainda o contrário: frequentar a missa, colocar dinheiro na oferta, porém não se cadastrar para ser dizimista na paróquia.

Muitas vezes isso acontece devido a falta de esclarecimento sobre a diferença entre dízimo e oferta. Então a primeira dica é buscar compreender, sempre que possível, a diferença.

Certo! Vamos a ela:

O que é o Dízimo?

Dízimo é uma contribuição comprometida com a comunidade paroquial que precisa ser feita periodicamente, normalmente, uma vez ao mês (sempre que recebo meu salário), conforme as condições de cada fiel. Existem ainda paróquias que são em regiões rurais, onde as pessoas recebem 1 ou 2 vezes por ano. Neste caso, o dízimo poderá ser partilhado conforme o recebimento do rendimentos de cada fiel. O dízimo ainda é um exercício de partilha em que o cristão se coloca disponível a cuidar das dimensões religiosa, social,  missionária e caritativa.

O que é a oferta da missa?

Já a oferta é algo que se dá além do dízimo, é uma entrega sem compromisso que o fiel pode fazer em qualquer igreja ou obra caritativa, sem necessariamente ter uma periodicidade definida. Além da contribuição financeira, ela também pode ser feita por meio de doação de alimentos, materiais, roupas, entre outras coisas. É uma doação a mais que podemos fazer, espontaneamente, para auxiliar determinada igreja e até mesmo os irmãos mais necessitados que frequentam a comunidade.

1ª Dica: ofereça formação impressa

Atualmente, na assessoria do dízimo, nós atendemos mais de 50 paróquias espalhadas pelo Brasil inteiro. Percebemos que os dizimistas gostam de materiais impressos. Então esta é nossa primeira dica: CARDS de perguntas e respostas impressos a serem entregues no início da missa, nos quais você possa responder aos frequentadores da missa as suas principais dúvidas. Uma delas é a diferença entre dízimo e oferta (que muitas pessoas não sabem!). O ideal é que você entregue o card no início da missa, e em determinado momento da missa, leia com os participantes da missa em voz alta a resposta.

2ª Dica: explore o potencial das redes sociais

Uma outra forma bem concreta de formar as pessoas quanto à mentalidade do dízimo é o envio de informações pelas redes sociais, principalmente whatsapp. Faça uma lista de transmissão com todos os dizimistas e estabeleça uma relação educativa com relação ao dízimo, enviando cards semanais, áudios, entre outras informações. Seja criativo!

3ª Dica: utilize a palavra do pároco para formar as pessoas

Entendemos também que a palavra do pároco é muito (muito, muito!) importante. A terceira dica é esclarecer na homilia, no momento mais propício: a missa. A missa é o momento em que temos mais contato com os dizimistas. É como o ponto de encontro com eles, e não podemos perder a oportunidade de esclarecer os fatos com os dizimistas. Já fui a missas do final de semana do dízimo (em alguns lugares, missa da partilha) em que simplesmente o padre não disse uma palavra sequer sobre o tema. Isso não pode acontecer. Do começo ao fim, o dizimista precisa entender que está em uma missa diferente, voltada a partilha e comunhão dos bens.

4ª Dica: utilize o recurso da arte

Por fim, uma dica que é pouco utilizada e particularmente muito eficaz: realização de apresentações artísticas. Fazer peças de teatro, dinâmicas, esquetes! Isso é muito bacana e torna a compreensão de temas “polêmicos” muito mais fácil. A pastoral do dízimo pode fazer parcerias com grupos de jovens e implementar isto de forma alegre e leve. Por que não criar um texto sobre a diferença entre dízimo e oferta? Seria legal, viu? Se criar, mande pra gente.

Espero ter contribuído com sua pastoral!

Francielle Lopes

Formada em Processos Gerenciais pela Faculdade de Tecnologia Senac/SC. Atualmente é Gestora do Sucesso do Cliente na Agência Dominus Evangelização e Marketing e focada nos resultados dos projetos de seus clientes. Seu coração está na evangelização!

1 Comment

  1. Adeilton Mattos disse:

    Muito legal, gostei imensamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *