5 cuidados no desenvolvimento do planejamento pastoral

5 cuidados no desenvolvimento do planejamento pastoral

O planejamento pastoral favorece o desenvolvimento e o crescimento das ações de evangelização na sua paróquia, comunidade ou movimento. Para que o anúncio do Reino de Deus alcance ainda mais pessoas, é necessário um caminho determinado e bem elaborado que conduza os evangelizadores até as pessoas que precisam conhecer a Deus. Esse é o papel do planejamento pastoral: indicar onde a comunidade se encontra na evangelização e qual suas metas e sonhos de missão. 

Como já falamos [Leia aqui: Qual o alcance do planejamento na evangelização?], o planejamento permite que as ações da paróquia alcancem resultados concretos e reais. Mas é preciso atenção na execução deste processo. Confira alguns cuidados que precisam ser tomados no desenvolvimento do planejamento pastoral. 

1. Estruturar bem o planejamento do Planejamento

É isso mesmo que você leu! É preciso “planejar” a execução do Planejamento. Como se trata de um processo de etapas bem definidas – e que conta com o envolvimento de diversas pessoas – é importante estabelecer o cronograma dos trabalhos, as atribuições dos envolvidos, enviar questionários e pesquisas, de modo que se respeite o prazo determinado para o evento.

A organização desse período é de suma importância para que se tenha tempo hábil para a boa execução do diagnóstico e do planejamento, etapas indispensáveis para que se gere bons resultados na evangelização.

2. Uma boa comunicação “com” e “entre” os setores que trabalharão no planejamento

Como foi dito no tópico anterior, as atribuições de cada pessoa envolvida precisam ser de conhecimento de todos. Essa seria a premissa para que aconteça uma boa comunicação entre os setores e com eles. A coordenação de pastoral precisa estar profundamente alinhada com o administrador paroquial, assim como com os responsáveis pelos grupos de trabalho. Sem isso, o processo pode ser comprometido.

3. O acompanhamento da equipe que fará as análises e que compõem o diagnóstico

Falando sobre boa comunicação, é importante ainda o monitoramento dos trabalhos de diagnóstico. Em se tratando de instituições católicas, o processo de diagnóstico precisa de uma série de recursos para garantir um conhecimento total como visita às cúrias diocesanas, entrevista aos fiéis, conhecimento eclesial e doutrinário, espiritualidade. Tudo isso deve ser considerado e analisado juntamente com o pároco e demais instâncias de coordenação.  

4. Ficar atento ao cumprimento dos prazos

Talvez a maioria já saiba, mas quando se atrasa um prazo, todos os demais podem ser prejudicados. Um planejamento pastoral estruturado a partir de um cronograma tem um tempo para apresentar seu plano de ação e, posteriormente, para gerar resultados, em vista de alguma necessidade da comunidade. 

Por isso, a secretaria do planejamento precisa gerenciar os projetos e administrar o calendário, lembrando os demais de suas atribuições e datas de entrega. Desse modo, fica mais simples o monitoramento dos trabalhos e demais realidades. 

5. Contar com profissionais especializados para o bom andamento do processo

Com tanto material rico e disponível em nosso site, você pode se sentir pronto para empreender o planejamento pastoral da sua paróquia. E pode ser mesmo que você esteja apto para essa missão. Mas talvez você perceba a necessidade de profissionais especializados para o bom andamento dos processos. Em se tratando de gerar resultados e possibilitar fôlego evangelizador, a ajuda profissional tende a ser muito importante nesse caminho. Sobretudo, se você não tiver conhecimento em administração e comunicação – com as ferramentas técnicas aplicadas à evangelização, vale a pena seguir a dica e conhecer agências católicas, como a Dominus, que oferecem esse serviço.

Heraldo Lima

Jornalista de formação, possui intensa e longa experiência missionária. Atualmente compõe a equipe de Redação na Dominus Evangelização e Marketing. Casado com a Anne e pai do Davi. Seu coração está na evangelização!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *