10 temas que você deve abordar na formação da Pastoral do Dízimo

10 temas que você deve abordar na formação da Pastoral do Dízimo

10 temas que você deve abordar na formação da Pastoral do Dízimo

Um dos pontos mais importantes no amadurecimento de uma pastoral do dízimo é sua vivência contínua de formação, espiritualidade e vida comunitária. A espiritualidade e a vida comunitária costumam acontecer a partir da dinamicidade da paróquia e suas comunidades, porém, a formação – por vezes – permanece esquecida. Uma das dificuldades é a falta de conhecimento sobre quais temáticas trabalhar na formação pastoral. Elaboramos, então, 10 temas que você pode abordar na formação da pastoral do dízimo.

1. O que é o dízimo?

É importante começar seu processo de formação introduzindo a equipe no que diz respeito ao dízimo. Iniciar abordando os trechos da sagrada escritura que falam sobre o dízimo, partilha, oferta (sugestões: Ml 3, 10; At 4, 34-35; Mt 6, 24; I Cor 16, 1-2). Definir dízimo e falar sobre a função do dízimo. Promover partilha entre os membros sobre qual a relação deles com o dízimo, se eles entendem a proposta de Deus para o homem acerca dos bens, e reforçar a importância de todos os agentes da pastoral também serem dizimistas.

Referências: Catecismo da igreja Católica (CIC) 2449

2. Quanto o dizimista deve partilhar com a comunidade?

De acordo com o documento 106 da CNBB, “a escolha da quantia destinada para isso é decisão de consciência” de cada fiel. O termo “dízimo” é referente a décima parte, e foi estabelecido mediante a legislação do Antigo Testamento, porém a Igreja não estipula um percentual, mas como são Paulo ensina que “cada um dê conforme tiver decidido em seu coração, sem pesar nem constrangimento, pois Deus ama quem dá com alegria” (2 Cor 9, 7).

Referências:

O dízimo na Igreja Católica

Católico! Qual o valor do seu dízimo?

3. Dízimo é familiar ou pessoal?

Algo que desperta a curiosidade de muitos é sobre o dízimo ser algo pessoal ou familiar. É importante reforçar na formação que a oferta do dízimo pode ser feita individualmente ou em nome da família. Se tanto o marido quanto a esposa trabalham, o dízimo pode ser entregue com um valor que corresponda à oferta do casal, conforme a renda dos dois; ou cada um entrega o seu dízimo separadamente. Mas, se apenas um dos dois está trabalhando a oferta pode ser feita exclusivamente em nome do casal dentro das possibilidades da família naquele momento.

Em caso de pais e filhos: o dízimo dos pais não vale para os filhos, já sendo eles economicamente ativos. Neste caso, cada filho deve doar o seu próprio dízimo.

4. Como atender bem os dizimistas no plantão do dízimo

O acolhimento tem parte indispensável no que se refere a levar os fiéis a sentirem-se parte da vida da comunidade. Vale repensar as estratégias para acolher bem. Na formação, falar sobre as vestes (a importância de usar roupas compostas, de preferência camisetas da pastoral do dízimo); a confecção de cartões de gratidão e boas-vindas aos dizimistas; manter as informações acerca da agenda da paróquia atualizadas; manter a simpática com todos.

Esse material sobre atendimento em empresas pode servir de apoio para sua formação.

Atendimento de qualidade: 11 dicas para atender bem

5. Dimensões do dízimo

O documento 106 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil ensina que o dízimo possui quatro dimensões: caritativa, eclesial, espiritual e missionária. Utilizar o documento para apresentar aos membros da Pastoral. Fazer a dinâmica de dividir em 4 grupos que corresponderão às quatro dimensões, promover debates e pedir que apresentem vivências práticas para cada dimensão no cotidiano da paróquia.

Referência:

Documento 106 da CNBB

6. Como administrar de forma coerente o dízimo

A administração do dízimo parte de um compromisso de fidelidade com Deus e com o próximo. São necessárias algumas técnicas que permitam que os bens sejam destinados para seus devidos lugares, levando em consideração as diretrizes diocesanas e eclesiais.  

Dispor um exemplo de planilha para o dízimo, e fomentar a prática de organização financeira e monetária. Modelo de planilha: AQUI

Referência:

Administração Financeira e Orçamentária (AFO): o Guia Definitivo!

7. Métodos e técnicas para capacitar e motivar sua equipe

Manter a equipe animada é de suma importância para que o trabalho aconteça de modo eficiente. Portanto utilizar algumas técnicas pode fortalecer os laços e o comprometimento.

Nos links abaixo você encontra métodos práticos para dinamizar seu pessoal

5 técnicas simples e de alto impacto para motivar sua equipe

Resgate a motivação da sua equipe em 20 técnicas

8. Boas práticas de comunicação com o dizimista

É muito importante que a equipe alinhe ações de comunicação para fortalecer o relacionamento com os dizimistas. Estreitar os laços é o segredo que pode manter a arrecadação do dízimo, ou até aumentá-la. Algumas práticas podem ser úteis como: montar um stand de acolhimento e referência para os interessados em devolver o dízimo; organizar o plantão do dízimo durante das missas e eventos paroquiais; enviar cartão de aniversário via correios, e-mail ou aplicativo de mensagens instantâneas; ao notar falta de perseverança entrar em contato via carta, ou visitas para conhecer a situação e motivar o dizimista a fidelidade, entre outros.

9. Como promover ações missionárias?

A principal ferramenta de arrecadação do dízimo é a evangelização. Uma vez que o membro vive uma experiência de encontro com Deus, retorna à vida da comunidade de fé,  busca fidelidade a um apostolado, sente-se parte da igreja, e consequentemente abraça o dízimo. Mas que ações promover para alcançar esses objetivos. Algumas dicas para serem trabalhados na formação: promoção de eventos paroquiais com atrações católicas nacionais e visitas porta a porta.

Referência:

15 passos de como organizar as missões na paróquia

10. Estudo sobre o Documento 106 da CNBB

O tema mais importante a ser abordado é o estudo do documento 106 da CNBB. É importante que membros da pastoral tenham o documento para leitura e aprofundamento. Divida os membros em grupos equivalentes aos capítulos do livro e promova um seminário no qual os próprios agentes de pastoral se comprometerão a estudar, e repassar sua compreensão para o grupo.

Se você achou este material útil, compartilhe com aqueles que têm interesse no tema!


Heraldo Lima

Jornalista de formação, possui intensa e longa experiência missionária. Atualmente compõem a equipe de Redação na Dominus Evangelização e Marketing. Casado com a Anne e pai do Davi. Seu coração está na evangelização!