Planejamento Pastoral Paroquial: Sua comunidade precisa começar agora

Planejamento Pastoral Paroquial: Sua comunidade precisa começar agora

Planejamento Pastoral Paroquial: Sua comunidade precisa começar agora!

Se até hoje a sua paróquia não teve um olhar atento para a importância de se construir um bom planejamento pastoral, essa situação precisa ser transformada.

Isso porque, um bom planejamento pastoral pode ser a arma mais eficaz para diminuir os impactos no pós-pandemia. Além disso, atrair até mesmo os fiéis que se encontram mais temerosos e inseguros para o retorno à vida pastoral.

Muitas foram as mudanças provocadas pelo novo coronavírus. Até mesmo a nossa forma de evangelizar precisou ser alterada, sendo valorizado cada vez mais, o relacionamento pelos canais digitais.

Contudo, não podemos esquecer da nossa essência e de que somos chamados a nos reunir novamente em torno da Eucaristia. Para que isso ocorra de maneira tranquila e segura para todos, é preciso que haja um bom planejamento pastoral.

Benefícios de um planejamento pastoral

Mas, afinal, quais são os benefícios de se manter um bom planejamento pastoral? Quais aspectos podem ser úteis para o corpo comunitário?

Mais do que reunir boas estratégias, um bom planejamento pastoral encontra como principal fruto os efeitos gerados na evangelização.

É perceptível as transformações no engajamento da vida pastoral, o despertar de novas vocações, a mudança nas relações entre os agentes, além de ações mais organizadas e criativas.

Além disso, ao realizar as avaliações de resultados os agentes pastorais podem tocar mais concretamente nas graças e desafios de cada ação. Ainda podendo ter uma visão mais clara daquilo que pode ser melhorado, evitando repetir erros comuns.

Torna-se perceptível também a urgência de um comprometimento com a vida de evangelização, em que a vida se torna missão. 

Por onde começar a planejar?

Reúna um grupo de pessoas que possa estar a frente deste planejamento. É importante que haja membros nessa equipe que já possuam alguma experiência com a elaboração de um planejamento estratégico.

Assim, essa pessoa poderá auxiliar e orientar melhor os demais envolvidos sobre como funciona e o que é importante ser considerado em cada etapa. 

Caso não tenha pessoas que atendam a estes requisitos, não se preocupe, você pode recorrer a ajuda de especialistas que poderão te orientar por meio de uma consultoria. 

Faça uma análise da viabilidade da implantação do projeto e certifique-se de que os trabalhos envolvendo o plano pastoral, farão parte do calendário paroquial. Desta forma, todas as pastorais e movimentos podem acompanhar o processo.

Vale lembrar que apresentar para o Conselho Pastoral Paroquial (CPP) o que é o planejamento pastoral e quais os impactos que ele pode gerar na evangelização, é uma boa estratégia para motivar o engajamento e a compreensão de sua importância na vida paroquial.  

Por fim, faça um bom diagnóstico reunindo informações concretas com dados relevantes de cenários internos e externos. 

Saiba como se preparar para um bom planejamento com o Ebook Como fazer um planejamento para planejar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *