Planejamento Estratégico e a catequese, o que você precisa saber

Planejamento Estratégico e a catequese, o que você precisa saber

Planejamento Estratégico e a catequese, o que você precisa saber

A quantidade de catequizandos na sua paróquia não cresce, as turmas de primeira eucaristia têm poucas crianças e, por consequência, na crisma tem menos gente ainda. Você já tentou de tudo e nada resolveu? Já pensou que pode ter faltado algo em sua análise e isso não está permitindo que você enxergue claramente a solução?! Pois eu te digo, há uma solução simples e prática par aumentar o número de crianças e jovens na catequese da sua paróquia: o planejamento Estratégico!

O nome é complicado, mas na prática é muito legal.

Uma técnica de planejamento e ação

Estamos falando de uma ferramenta desenvolvida por um grupo de instituições que não têm nem tempo, nem dinheiro a perder, pois cada centavo é suado e faz toda a diferença: as empresas!

Quando olhamos para realidade das nossas paróquias o que conseguimos enxergar em boa parte delas?

  1. Falta de dinheiro suficiente para tudo o que precisa ser feito;
  2. Desperdício de dinheiro com investimentos e obras que não dão o resultado (ou retorno?) esperado;
  3. Abandono de bons projetos toda vez que há a troca de uma liderança ou pároco;
  4. Sentimento de que a paróquia está dando voltas e não sai do lugar.

Quantas coincidências. As empresas e as paróquias têm muito em comum. E nenhuma há dinheiro sobrando para desperdiçar. Se as empresas que até têm produtos e serviços feitos para serem vendidos precisam de ferramentas que as ajudem a economizar para ganhar mais, quanto mais a sua paróquia, não acha?!

É preciso uma auto-avaliação

Planejar é muito mais do que se perguntar “que dinâmicas faremos ano que vem na catequese?”. Planejar é muito mais do que exclamar “meu Deus, eu preciso de 10 catequistas e só temos duas! Como vamos conseguir mais catequistas?”.

O bom planejamento de uma paróquia, catequese, pastoral, movimento, começa com uma auto-avaliação sincera e profunda fazendo as perguntas certas. E quase sempre as perguntas certas não têm respostas fáceis.

A pergunta inicial a ser feita é “por que temos poucos catequizandos?” Se pararmos nesta pergunta, as respostas serão as de sempre: “Os pais não se preocupam com a educação religiosa dos seus filhos”; “os jovens não querem compromisso”; “a culpa é da televisão…” e assim por diante. Essas respostas repetem frases prontas de quem não quer reconhecer sua parcela de culpa para o fracasso da catequese.

4 perguntas indispensáveis para começar

As técnicas de planejamento estratégico nos guiam por quatro caminhos que nos permitem fazermos perguntas mais profundas e certeiras para entendermos o problema real que, neste caso, a catequese está passando.

As quatro perguntas são: 1) Onde estamos acertando? 2) Onde estão os possíveis erros? 3) Que situações fora da paróquia ou da pastoral da catequese estão prejudicando o desenvolvimento das turmas de catequese? e; 4) Que situações fora da pastoral da catequese podem ser aproveitadas para que cresça o número de catequizandos?

Ao pensar as duas primeiras perguntas sobre onde a pastoral da catequese está acertando ou errando, você deve se perguntar quais são os números concretos da pastoral. Isso mesmo: números! E números na história!

Dez anos atrás havia 600 crianças na primeira eucaristia. Ano passado tiveram 10 e este ano temos 30 crianças matriculadas. Isso é um crescimento ou uma queda? É claro que é uma queda.

Com relação à terceira pergunta vocês precisam olhar em volta da pastoral, olhar em volta da paróquia e se perguntar o que está acontecendo no entorno que esteja prejudicando a catequese. Da mesma forma, quais são as situações externas à pastoral da catequese que podem ser aproveitadas para expansão e fortalecimento da pastoral da catequese. Grupo de teatro na paróquia, quadra de esportes dentro da área da igreja, acampamentos, festas e convivências entre a juventude paroquial, e muitas outras coisas. 

Anote todas as respostas e debata com sua equipe de catequese, vocês verão que ideias novas irão surgir para a catequese da sua paróquia.

Jean Ricardo

Empreendedor na evangelização, apaixonado por planejamento e marketing digital é CEO da Dominus Evangelização e Marketing, comanda o time de evangelizadoras. O seu coração está na evangelização!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *