5 passos para manter viva a evangelização na sua paróquia

5 passos para manter viva a evangelização na sua paróquia

5 passos para manter viva a evangelização na sua paróquia

Neste tempo em que estamos vivendo um período de quarentena em diversas regiões do país, podemos testemunhar a força e a necessidade da presença digital das comunidades e paróquias na vida do povo de Deus. Nunca foi tão expressiva a presença dos sacerdotes e lideranças católicas nas redes sociais. 

Mas, como podemos garantir que essa evangelização não fique somente no digital e que depois façamos uso das oportunidades evangelizadoras geradas neste tempo? Separei alguns passos importantes para manter viva a evangelização. Confira!

1. Tenha um planejamento de conteúdo estratégico

As pessoas estão em casa buscando alternativas para burlar o ócio. Ficar um, dois ou até três dias em casa sem fazer nada parece até legal, mas, mais que isso, começa a ficar complicado. Por isso, é importante pensarmos em estruturar um planejamento de conteúdo que favoreça o aprendizado e crescimento individual e comunitário. 

Torna-se fundamental pensar nas necessidades humanas e pastorais, tanto dos agentes pastorais, quanto dos demais paroquianos. Este pode ser um momento único, onde podemos pensar num plano de conteúdo que fortaleça os laços e a vivência formativa paroquial. No nosso site temos um blog post que trago dicas práticas de como estruturar um plano de conteúdo, confira: Como aumentar a participação dos fiéis usando o marketing de conteúdo. Com a produção de conteúdo, sua comunidade estará garantindo o engajamento pastoral, com isso, quando tudo passar, você terá um público engajado o que é muito positivo para a atuação nas redes sociais. 

2. Busque ter atualizado uma base de contatos (leads)

Como o relacionamento com o público está sendo totalmente digital, procure garantir ter sua base de contatos atualizada. É muito importante nesse momento ter dados básicos dos paroquianos, assim você pode enviar conteúdos e informações frequentemente. Existem alguns sistemas que você pode usar para gerenciar um banco de dados. Temos o mailchip, este tem plano gratuito. Há também o RD Sation, este é pago porém com planos a partir de R$ 59,90 mensais. O legal desse sistema é que você pode criar páginas (landing pages) que darão oportunidade para  as pessoas enviarem pedidos de oração, ou ainda você pode disponibilizar um material rico (como ebook e infográficos) para elas baixarem. Clique aqui e confira um exemplo.

3. Promova conferências formativas ou reuniões de trabalho pastoral

Este momento em que muitas comunidades paroquiais não podem realizar seus eventos e demais atividades pastorais, pode ser uma oportunidade para organizar a casa. Ou seja, procure identificar tudo aquilo que você não conseguia fazer porque estava cheio de eventos, reuniões e atividades presenciais.

Depois, faça um plano de ação para executar. Busque distribuir as tarefas com os seus agentes pastorais que estão em casa. Faça reuniões por videoconferência, existem várias ferramentas gratuitas que você pode utilizar, o google é uma delas. Se você é pároco ou coordenador de pastoral, quem sabe agora é aquele momento de fazer um plano de ação para sua comunidade ou pastoral. Confira um artigo sobre este tema clicando aqui

4. Faça formações com os seus agentes pastorais

Sabe aquela formação que você gostaria de fazer e que nunca conseguiu preparar e oferecer para seus agentes pastorais? Pois, agora, pode ser o momento. Primeiro liste os temas, depois prepare um deles, escolha um lugar com iluminação, pegue o seu celular e pronto, você pode gravar uma bela formação e enviar aos paroquianos, usando o WhatsApp ou o Youtube. Clique aqui e tenha dicas de como fazer um bom vídeo para internet. 

5. Implantação de diferentes formas de partilhar o dízimo

Sempre apresentei esse tema nos cursos que ministro sobre o tema dízimo, principalmente sobre a necessidade de priorizar o dízimo como forma habitual de arrecadação. Agora, mais do que nunca, vemos a importância dessa prática. Sem contar que, para nós aqui na agência, Dízimo e evangelização caminham juntos!

Para tentar minimizar os impactos da baixa na arrecadação e o sustento básico da comunidade paroquial, é muito importante que você busque alternativas de pagamentos online, clique aqui para acessar uma alternativa. 

Além disso, será preciso conscientizar os agentes paroquiais e demais paroquianos. Com certeza, paróquias que evangelizam mais e possuem maior sentido de pertença comunitária, sofreram menos o impacto. Chegou a hora da verdade. Nunca foi tão importante trabalhar o sentimento de pertença comunitária. 

Jean Ricardo

Empreendedor na evangelização, apaixonado por planejamento e marketing digital. É CEO da Dominus Evangelização e Marketing, comanda o time de evangelizadores. O seu coração está na evangelização!

2 Comments

  1. MARLENE DOS SANTOS COSTA STRACK disse:

    OLÁ BOA TARDE,PRIMEIRO QUERO DIZER QUE ME SINTO HONRADA EM RECEBER E-MAILS IMPORTANTES COMO O SEU,GOSTARIA DE COMPARTILHAR QUE EM MINHA FAMÍLIA SOMOS EU MEU MARIDO E DOIS LINDOS FILHOS,E AGORA UMA SRA QUE É MINHA COZINHEIRA ESTÁ MORANDO COM A GENTE PRA NÃO FICAR SAINDO DE CASA NÉ EM VIRTUDE DE SER IDOSA,NOSSO JEITO DE EVANGELIZAR É TODOS REZAMOS O TERÇO DIARIAMENTE TODAS AS NOITES EM AGRADECIMENTO E PEDINDO A MISERICÓRDIA DIVINA PELO MUNDO,OUTRA FORMA DE EVANGELIZAR É EM VEZ DE MANDAR MENSAGENS SOBRE A PANDEMIA MANDAMOS VIDEOS LINDOS DE MUSICAS RELIGIOSAS E MENSAGENS CARINHOSAS,SOMOS CATEQUISTAS DA INICIAÇÃO E BATISMO TEMOS UM GRUPO DE CANTOS CHAMADO FAMÍLIA E FÉ ,CANTAMOS EM DIVERSAS COMUNIDADES,ACHO QUE TUDO É EVANGELIZAR NÉ.
    GRANDE ABRAÇO E QUE DEUS ABENÇÕE O MUNDO NOS LIVRANDO DESSA PESTE QUE ESTAMOS ENFRENTANDO PELA FALTA DE FÉ .AMÉM

  2. Boa noite. É um prazer fazer parte dessa formação. É fundamental nos aprofundarmos em formações em favor da evangelização, seja ela teológica, espiritual ou acadêmica. O importante é fazer Cristo chegar as pessoas. Muito feliz. Um abraço e que Deus abençoe a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *