O que é preciso saber antes de montar uma equipe da Pascom

O que é preciso saber antes de montar uma equipe da Pascom

A maior parte das pessoas reconhece um membro da equipe da Pascom quando o vê fotografando as Missas e eventos da paróquia. Mas quais as atividades que uma Pastoral da Comunicação faz? Por onde começar a formar uma equipe?

A palavra comunicação significa ação de transmitir uma mensagem. Assim, a missão da Pascom é ir além de fotografar e postar, visando reunir e animar a comunidade, através da transmissão da Palavra de Deus.

Mas o que eu devo fazer primeiro antes de começar as atividades de uma equipe da Pascom da minha paróquia? 

Pensando em ajudá-lo a responder essas e outras questões, vamos conversar sobre os primeiros passos de uma equipe da Pascom. Vamos juntos nessa? 

 

Quais as características dos membros de uma equipe da Pascom?

 

Antes de tudo, para começar a compor uma equipe, é preciso compreender as características mais importantes que devem ter as pessoas que serão convidadas para esta atividade. 

Não se trata de ter as pessoas “perfeitas” para o exercício pastoral, mas de ter pessoas que realmente irão tornar possível a realização das principais ações de comunicação da comunidade. 

Uma figura fundamental é o coordenador. Esta pessoa deve não só ser uma pessoa apaixonada pela evangelização, como também precisa ter habilidades técnicas relacionadas à comunicação. 

Sobretudo será muito difícil um crescimento das atividades da Pascom com um coordenador que não possua noções básicas sobre o tema. Seus conhecimentos serão necessários para formar os membros da pastoral e isso influenciará em como ele conduzirá a equipe.

Já os membros da equipe são importante que sejam pessoas com conhecimento pastoral, estejam envolvidas nas atividades evangelizadoras e tenham bom relacionamento com os agentes. 

Além disso, o conhecimento técnico é também algo que contribui, porém não deve ser visto como algo fundamental. Há muitas pessoas que começam a participar da Pascom e aprendem a escrever, fazer peças gráficas, fotografar, filmar.

Um perfil interessante para fazer parte da Pascom é o dos jovens, eles já nascem inseridos no contexto digital e possuem habilidades naturais no uso das ferramentas. Quem sabe se envolver os catequizandos não é uma ótima iniciativa?!

Outra característica fundamental é ter pessoas curiosas, criativas e que desejem aprender.  

 

Como faço para montar uma equipe da Pascom?

 

Uma dica que trago para as paróquias que desejam formar a Pastoral da Comunicação é ter pelo menos um projeto para ser executado. 

Por exemplo, digamos que sua comunidade não tenha um site. O convite para a pessoa que você deseja que seja o coordenador pode ser: “Fulano, a nossa paróquia não tem um site e gostaríamos de criar um para evangelizar. Você gostaria de coordenar esse projeto?” A partir deste convite pode nascer a Pascom. 

Contudo, com alguém para coordenar, é importante que as lideranças da comunidade e o pároco ajudem esta pessoa a montar uma equipe. 

A dica aqui é começar um processo formativo que capacite as lideranças pastorais sobre a importância da comunicação.

Nesse sentido você pode aplicar uma formação para o Conselho de Pastoral Paroquial e ao final apresentar o desafio: Vocês acham importante termos uma Pascom? Como podemos convidar pessoas para fazer parte? Na sua pastoral ou movimento há pessoas com habilidades para esta atividade? 

Assim nesta mesma reunião, você pode apresentar a seguinte proposta: no dia X, vamos fazer um jantar na paróquia para as pessoas que vocês sugerirem o nome, a ideia é que durante o jantar o pároco apresente o projeto evangelizador da paróquia.

Em seguida faça o convite: Agora que vocês conhecem nosso projeto e aonde queremos chegar, quero convidar vocês para um novo desafio, fazer parte da equipe da Pastoral da Comunicação. Vocês topam? 

 

 

O que será feito pela equipe da Pascom?

 

 

Com as pessoas convidadas, neste mesmo dia, o pároco e o coordenador já devem apresentar uma data para elaboração do plano de ação, nesta reunião façam um planejamento de 12 meses.

Todo o planejamento deve seguir em comunhão com o calendário anual ou semestral da Paróquia e também o calendário litúrgico da Igreja, levando em conta, principalmente, as solenidades e celebrações do padroeiro. 

Nesse sentido, podemos responder algumas perguntas para essa etapa: Em quais redes sociais iremos postar? Como vamos alimentar o site? Vamos fazer postagens diárias? Teremos jornal, informativos, publicações? Participações em rádio? 

Nesse ínterim, uma boa dica é seguir o calendário de produção de conteúdo que a própria Pascom divulga mensalmente. Assim você pode definir em reunião quais temas serão trabalhados nas redes sociais. 

Com as ações definidas é hora de distribuir as demandas.

 

 

 

 

Formando uma equipe de Pascom 

 

A equipe da Pascom deve ser constantemente formada.  Acima de tudo, a sua formação deve observar alguns temas fundamentais:

  • Capacitação técnica no campo da comunicação;
  • Doutrina, catequese e liturgia;
  • Conhecimento sobre gestão pastoral;
  • Conhecer as diversas estruturas evangelizadoras da comunidade (pastorais, movimentos e organismos);
  • Espiritualidade.

Por isso, compete ao coordenador promover a formação contínua dos membros de sua equipe, isso desde os primeiros encontros. 

 

 

Algumas dicas podem ajudar a desenvolver o processo formativo da equipe da Pascom: convidar profissionais  de comunicação para dar formações, palestras e até oficinas práticas de fotografia, redação, edição,  designer, entre outras atividades.  

Muitos profissionais de comunicação estão abertos ao trabalho voluntário, peça ajuda de quem tem experiência no mercado de trabalho para ensinar as atividades mais práticas.

Nunca se esqueça de fomentar a vida de oração e também as formações teóricas da equipe de comunicação. 

Procure promover também a formação e o acesso de documentos oficiais da Igreja, uma ótima oportunidade é estudar o Doc 99, da CNBB do Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil. 

Esse livro é um dos mais importantes para a Pascom, é de fácil acesso e compreensão, e você poderá tirar excelentes compreensões sobre a comunicação da Igreja. 

 

Pascom, uma equipe de comunhão!

 

No Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil, no Documento 99 da CNBB, a Pascom é definida como eixo transversal de todas as pastorais da Igreja.

Ou seja, desde o início, a Pascom surgiu com o objetivo de fortalecer as relações entre as comunidades, gerando unidade entre todas as pastorais, movimentos, serviços e organismos. 

Além disso, o principal objetivo de toda comunicação cristã é criar comunhão, estabelecer vínculos de relações, promover o bem comum, o serviço e o diálogo na comunidade. 

Por isso, especialmente o coordenador da equipe da Pascom deve fazer todo tipo de ação que promova a comunhão entre a equipe. Dessa maneira, buscando viver a comunhão, vocês irradiarão a unidade para as demais pastorais e movimentos da paróquia.  

Dessa forma, olhando pela ótica da fé, a comunicação só é autêntica quando há oportunidades de encontro e solidariedade. Desse encontro, nasce o anúncio fundamental: o amor de Deus que Se fez homem, entregou-Se a Si mesmo por nós e, vivo, oferece a sua salvação e a sua amizade.

Com essa consciência, você poderá dar início às primeiras atividades da Pascom de sua paróquia. 

Uma dica bônus é:  peça sempre a intercessão da Padroeira da Pascom: Nossa Senhora da Comunicação. Com certeza ela guiará o cada projeto e trabalho pastoral, justamente por nos apresentar aquele que é o centro e o sentido de toda a obra que realizamos: Jesus Cristo!

 

 

 

 

 

 

 

Jean Ricardo

Empreendedor na evangelização, apaixonado por planejamento e marketing digital. É CEO da Dominus Evangelização e Marketing, comanda o time de evangelizadores. O seu coração está na evangelização!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.