Liderança católica: Dicas para você agente pastoral - Dominus Comunicação

Liderança católica: Dicas para você agente pastoral

Quando falamos da postura e da atuação de uma liderança católica, não estamos o assemelhando aos líderes de grandes empresas. Afinal, aqui, o maior investimento é a causa do Evangelho e a fonte de inspiração é o próprio Cristo. 

Inspirar-se em Cristo é deixar que o Reino dos Céus ocupe os territórios deste mundo. Por isso, separamos 6 dicas para você, agente pastoral, construir um novo espírito de liderança. Desse modo, formar homens e mulheres para a santidade e para o anúncio do Evangelho com seu testemunho.

#1 Cultive a vivência da comunhão

A unidade e comunhão com os pastores da Igreja: bispos, padres e todas as autoridades que o Senhor colocar diante da sua liderança é indispensável. Sendo assim, a base da Igreja e de toda atividade exercida dentro dela será sempre apontada para a mesma direção. 

Somente em comunhão, vivendo o convite que a Igreja faz a cada fiel dia após dia, é que o líder consegue apontar a via do evangelho para seu povo. Afinal, a Igreja é comunhão, e segundo o Catecismo da Igreja Católica (CIC 959) é essa comunhão que estabelece uma comunicação sadia e eficaz. Desse modo, em mútua caridade nos une ao louvor da Trindade em um caminho de realização plena da vocação da Igreja

#2 Fomente à vida de oração na liderança católica

A oração não se reduz ao brotar espontâneo dum impulso interior: para orar, é preciso querer (CIC 2650).  Sendo assim, este querer precisa ser impulsionado, não apenas em si, mas também no coração daqueles que passam por seu serviço como agente pastoral.

A transmissão do desejo de vida de oração começa na vivência constante da mesma. Por esse motivo, o agente de pastoral precisa dedicar-se a viver, mesmo em meio aos seus desafios, acreditando no auxílio da Graça de Deus e na força do Espírito. Assim, assume uma liderança católica capaz de transformar tudo em uma busca constante da oração que transborda na vida de todos que o cercam.

#3 Aprofunde leituras sobre evangelização 

Quem lê, sabe mais! Afinal, a leitura é fonte de aprendizado e pode também ser fonte de inspiração para estratégias de evangelização. Desde as Sagradas Escrituras a livros espirituais, contemporâneos e diretamente ligados ao assunto evangelização, é preciso investir e dedicar-se. 

O importante é enxergar onde está a “evangelização”. Desse modo, uma notícia também pode levar nossa evangelização a trilhar novos caminhos. Portanto, companhar as notícias do mundo e principalmente da Igreja, é abrir a mente e o coração para assumir com firmeza, ousadia e criatividade o campo de missão que o agente pastoral tem diante dos seus olhos. 

#4 Esteja em união com o pensamento do Papa Francisco 

Estar em união com o pensamento do Papa Francisco é promover vínculos de paz no corpo místico da Igreja como nos exorta o apóstolo Paulo na carta aos Efésios (4,3). Desse modo, se a lógica que deve permear a vida Cristã é a lógica evangélica, é nela que está o chamado à obediência e a consciência da sadia submissão às autoridades que Deus nos confia. 

Portanto, confiar no pensamento do Santo Padre é abandonar-se nesta lógica evangélica e na vontade de Deus para este tempo. O agente de pastoral vive sob a ótica do que Cristo pensa e o Papa é a figura de Cristo no hoje da Igreja.

#5 Cultive a empatia com todos, liderança católica  

A empatia é uma habilidade muito falada e exigida nos últimos tempos. Na vida de um agente de pastoral ela também se torna um auxílio para compreender o outro e colocar-se em seu lugar de modo afetivo, cognitivo e também racional. 

Com a empatia, a liderança católica consegue estar com o coração alargado e assim intensificar e ampliar a capacidade de conduzir aqueles que com ele caminham no serviço na vida da Igreja. 

Pode te ajudar na empatia, o Guia prático para organizar reuniões.

#6 Estude as bases da Doutrina da Igreja 

A Igreja Católica Apostólica e Romana possui um caminho. Sendo assim, o agente de pastoral conduz um rebanho por este caminho. Agora imagina conduzir pessoas por uma estrada desconhecida?

Ser líder exige conhecer o caminho que se percorre. Por este motivo, estudar a Doutrina da Igreja e nela investir tempo e empenho é uma necessidade para que o povo caminhe por uma via segura e conhecida. Afinal, é o agente de pastoral quem também forma o cristão para corresponder a essa Doutrina. 

Se você gostou desse conteúdo, compartilhe em suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *