Leads: O que é e qual sua importância na evangelização - Dominus

Leads: O que é e qual sua importância na evangelização

Falar de iniciativas de evangelização em marketing digital e não falar de leads tem algum problema. Afinal, o lead é o destinatário dos conteúdos que são produzidos cotidianamente com o objetivo de captá-lo. Para ajudar você a entender melhor, vou apresentar uma personagem fictícia e como ela se torna um lead da comunidade X. 

Dona Maria do Socorro está visitando seu filho, que é paroquiano de uma comunidade X. Na ocasião, visitou aquela comunidade e gostou muito do carisma do sacerdote local. Desejosa em conhecer melhor o cotidiano da comunidade, Dona Socorro, como também é conhecida – vai ao balcão do dízimo e diz que gostaria de obter mais informações sobre a Paróquia. A agente de pastoral pega seu contato (E-mail) e se compromete em transmitir os perfis da comunidade, o site e o calendário de eventos para que ela participe melhor. 

A partir do momento em que o contato de dona Socorro cai no banco de dados da Pastoral do Dízimo ela se torna um lead. Desse modo, é possível entender que lead é uma oportunidade de contato, oferecido deliberadamente ou através de estratégias de marketing. Com sua captação, a comunidade abre um leque de relacionamento e propostas de serviço e produtos que podem gerar, no caso da Igreja, um dizimista ou um consumidor de artigos católicos e produtos digitais cristãos. 

Qual a importância do lead na evangelização?

Com os dados de um visitante ou um fiel cadastrado na comunidade é possível empreender diversas ações de evangelização. Logicamente, não basta cadastrar, o lead é alguém com quem devo manter uma relação próxima e estratégica, em vista do meu objetivo. 

Sendo assim, um lead proporciona à evangelização oportunidades como:

  • oferecer produtos e serviços sempre que surgir;
  • manter um canal aberto de informação entre a paróquia e seus fiéis;
  • catequizar e formar os fiéis de modo sistemático e estratégico;
  • aumentar a quantidade de dizimistas na paróquia; 
  • potencializar a divulgação dos eventos e iniciativas de evangelização;
  • construir um calendário de eventos de acordo com os anseios de cada lead.

Contudo, você deve estar se perguntando: Como faço a captação desse leads?

Como captar leads a partir de hoje

Quando falamos em captação de leads, falamos mais objetivamente das ferramentas e estratégias usadas no marketing digital para esse objetivo. Por exemplo: cadastro de dados a partir de oferecimento de produtos digitais gratuitos como ebooks, infográficos, vídeos, cursos, entre outros. 

Mas, nas ações pastorais corriqueiras também podemos obter leads de modo dinâmico e eficiente. Exemplo: nos cursos de batismo e de noivos; nos eventos de formação; no plantão do dízimo; com o acolhimento de novos paroquianos e/ou visitantes pela pastoral da acolhida, etc.

O importante é focar na importância desse processo, capacitar os agentes de pastoral e centralizar o banco de dados de cada uma dessas ações. É preciso que chegue à equipe de comunicação os dados obtidos integralmente. Só assim a equipe poderá criar perfis e meios de difundir essas ações. 

Nutrição de leads: como fazer

Tendo feito os cadastros o mais importante é a nutrição dos leads. Ou seja, estabelecer os meios pelos quais os leads receberão o conteúdo que você preparou para eles, seja de anúncio, seja de evangelização. 

Primeiro, é preciso entender que quanto melhor a nutrição dos leads, melhor a interação com o seu público. Logo, a chance de negócios e relacionamento são maiores. 

Levando em consideração o que já falamos amplamente aqui no blog sobre funil de evangelização, é preciso criar um fluxo de nutrição que leve o lead por entre as etapas do funil. Então, vou apresentar um exemplo de fluxo de nutrição que usamos aqui na Dominus. 

Desse modo, você poderá criar temáticas de evangelização, com prazos e objetivos bem estabelecidos, e de acordo com as realidades do seu lead. Aqui, vale a pena ressaltar, a importância de conhecer bem seus leads.

Além disso, para que as ações sejam eficientes é preciso que a nutrição seja automatizada. Ou seja, você deve utilizar ferramentas de automação digital que enviará os emails e mensagens aos seus contatos de forma orgânica e automática. 

A captação de leads de modo sistemático e estratégico é só uma das ferramentas do marketing digital que podem ser utilizadas em vista da evangelização.

Heraldo Lima

Jornalista de formação, possui intensa e longa experiência missionária. Atualmente compõe a equipe de Redação na Dominus Evangelização e Marketing. Casado com a Anne e pai do Davi. Seu coração está na evangelização!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *