Evangelização pessoal: uma necessidade nos tempos atuais

Evangelização pessoal: uma necessidade nos tempos atuais

Evangelização pessoal

Em um mundo tomado pelo relativismo e pelo mundanismo, as verdades de fé estão perdendo força e o catolicismo se enfraquecendo em diversas regiões do mundo. Atualmente, as pregações feitas em púlpitos e palcos não têm alcançado a massa, diminuindo o número de fiéis convertidos. Não mais um areópago grego como o que São Paulo pregou em Atenas (cf. At 17, 22-34), a experiência de Deus precisa acontecer numa evangelização pessoal. 

O Papa Francisco, num de seus primeiros documentos, conclamou a Igreja a tornar-se uma “Igreja em saída”, no qual é necessário “sair da própria comodidade e ter a coragem de alcançar todas as periferias que precisa da luz do Evangelho” (Evangelli Gaudium, 20). O pontífice reconhece a necessidade dos nossos tempos de um contato pessoal, capaz de, pela amizade e pelo encontro de corações, levar os irmãos, presente nas “periferias do mundo” –  expressão muito usada por Francisco – à transformação da vida em Jesus. 

A evangelização pessoal testemunhada por Jesus

O mistério da Salvação consiste na revelação de Deus através do seu Filho, Jesus, o Verbo Encarnado (cf. Jo 1,1). Acreditamos que Jesus se encarnou no seio da Virgem Maria e viveu em nosso meio, tocou com seus pés a nossa terra e esteve com nossos iguais. Sua principal missão era anunciar o Reino de Deus (cf. Lc 4,43). Incansavelmente, desde que deu início ao Seu ministério, Ele percorreu as cidades de Sua região e testemunhou com curas e milagres o poder de Deus.  Em Seu ministério, uma das ações mais comuns, muitas vezes retratadas nos Evangelhos, foi a evangelização pessoal. Os autores sagrados reforçaram essa relação de Jesus com diversas expressões que ressaltam a intimidade do Mestre com seu povo: 

  • “Fitando-o Jesus o amou e disse […]” (Mc 10,21);
  • “Jesus foi convidado para o casamento e os seus discípulos também”(Jo 2, 2);
  • “Zaqueu, desce depressa, porque é preciso que eu fique hoje em tua casa” (Lucas 19, 5).

Além do testemunho constante de evangelização pessoal, o Seu mandato missionário aos discípulos ressalta a necessidade de levar adiante Sua missão: “Ide, portanto, e fazei que todas as nações se tornem discípulos” (cf. Mt 28,19). Ainda que o envio seja a todas as nações, o objetivo é formar discípulos, ou seja, que a pessoa seja transformada e torne-se seguidor do Mestre.

Nos dias de hoje, o mandato do “encontro”

O Papa Francisco conhece bem os desafios missionários dos nossos tempos, e pede à Igreja do mundo todo uma “conversão pastoral”  em vista da missão: “Constituamo-nos em ‘estado permanente de missão’, em todas as regiões da terra” (EG 25). O desejo do Papa é que este seja um sonho de todos: evangelizar. Tocar a vida das pessoas em suas realidades mais profundas e concretas. 

Francisco sabe que isso não é possível sem o encontro. Em tempos de redes sociais, de rotina frenética, de busca exagerada por sucesso, de um individualismo doente, de extremismos políticos, é necessário que antes de qualquer coisa, busquemos o amor e a graça do Espírito Santo para que na amizade, na partilha, no encontro, façamos acontecer uma evangelização pessoal. Na missa de 13 de setembro de 2016, na Capela Santa Marta,  Francisco ressaltou que os homens de hoje se encontram “demasiado ‘habituados com uma cultura da indiferença’ e por isso necessitados de ‘trabalhar e pedir a graça de fazer uma cultura do encontro, deste encontro fecundo, deste encontro que restitua a cada pessoa a sua dignidade de filho de Deus, a dignidade de um ser vivo”.

É preciso pensar em estratégias para evangelizar que alcancem as pessoas de forma pessoal, diante de suas realidades. A evangelização pessoal passa pela evangelização online, dado que a internet é um ambiente onde facilmente se encontram vidas com seus sentimentos e dificuldades. Portanto, urge que se pense a evangelização de modo personalizado e coerente com os anseios do homem de hoje.

Heraldo Lima

Jornalista de formação, possui intensa e longa experiência missionária. Atualmente compõe a equipe de Redação na Dominus Evangelização e Marketing. Casado com a Anne e pai do Davi. Seu coração está na evangelização!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *