5 formações para agentes pastorais da Pascom aprofundarem

5 formações para agentes pastorais da Pascom aprofundarem

Para que os agentes pastorais da Pascom possam investir na missão de evangelização, de maneira cada vez mais eficiente e atrativa é preciso investir na sua formação.

É indispensável compreender todos os aspectos que envolvem a missão que desenvolvem neste apostolado. Não apenas em seus aspectos espirituais, como também técnicos e humanos. 

Separamos 5 sugestões de formações que podem ser estudadas pelos agentes pastorais da Pascom.

Por meio deste conteúdo, esperamos auxiliar na formação e transformação do cotidiano paroquial. Confira!

A Comunicação na Igreja Católica: história e missão

Para ser um bom comunicador católico, não basta apenas ter bons conhecimentos técnicos a respeito da comunicação.

É preciso, sobretudo, que se tenha e viva uma experiência de fé. É preciso que tenha sido evangelizado, para assim tornar-se também um evangelizador.

Para cumprir com tal missão, é necessário que os agentes pastorais da Pascom recebam formações específicas. Conteúdos acerca da história da Igreja e também dos processos de comunicação dentro deste ambiente.

Conhecer os documentos das Igreja sobre comunicação é uma tarefa indispensável para os agentes pastorais. Desse modo, sua relevância histórica dentro da Igreja, torna os agentes pastorais melhor capacitados e preparados para comunicar a Boa Nova em sintonia com aquilo que a Igreja orienta

O que o Papa Francisco para os agentes pastorais da Pascom

Desde o início de seu pontificado, o Papa Francisco defende uma comunicação que esteja a serviço de uma autêntica cultura do encontro. 

Não basta apenas estar no ambiente digital, mas é preciso relacionar-se com as pessoas, buscar a proximidade própria do Evangelho.

Sobre este tempo de distanciamento, causado pela pandemia do coronavírus, o Papa pede que os meios de comunicação estejam unidos na diversidade e sejam construtores de pontes.

“Que possam ajudar as pessoas, sobretudo os jovens, a distinguir o bem do mal, a fazer julgamentos corretos, baseados numa apresentação clara e imparcial dos fatos, a compreender a importância do compromisso com a justiça, a concórdia social e o respeito pela Casa Comum”.

O Papa nos recorda, que  toda comunicação tem a sua fonte última em Deus. Por isso, a autêntica comunicação cristã não parte apenas do bom desempenho profissional, mas sobretudo daquilo que se experimenta na relação com Ele.

As novas tecnologias e a evangelização 

O ponto mais importante dentro do surgimento de novas tecnologias é a maneira como elas transformaram nossos relacionamentos.

Falando a esse respeito, o Papa Francisco declarou que as novas tecnologias são um dom de Deus e que portanto devem ser utilizadas em favor da evangelização.  

O planejamento estratégico para os agentes pastorais da Pascom

É fundamental que os agentes pastorais da Pascom entendam e saibam como manter um bom planejamento estratégico pastoral. Afinal, a Pascom é a grande articuladora e responsável pela propagação das ações realizadas dentro das comunidades .

Só assim será possível definir metas, prazos e acompanhar os resultados e efeitos na evangelização.

Quando a comunidade se organiza, articula e conta com um planejamento estratégico pastoral bem definido, ela sabe a direção para onde está caminhando. Logo, sabem o que precisa ser melhorado, além de lidar bem com os imprevistos que podem surgir.

Um bom planejamento permite também que as pastorais possam trabalhar em sintonia. Assim, favorecendo a unidade e colaborando mutuamente com as necessidades do corpo comunitário.

Marketing de conteúdo e a nova evangelização

O marketing de conteúdo é um recurso poderoso dentro da jornada da evangelização. Portanto, não pode mais, de forma alguma, ser desconhecido ou desvalorizado dentro de nossas comunidades. 

É por meio dele que cada comunidade passa a conhecer e entender as necessidades, dores e inquietações dos fiéis e daqueles que buscam viver uma relação de intimidade com Deus

O marketing de conteúdo é a nova onda da evangelização porque ele permite alcançar não apenas aqueles que frequentam a paróquia ou moradores locais, como qualquer pessoa que reconheça um problema e passa a buscar a solução para o mesmo.

As pessoas vão sendo atraídas e envolvidas por conteúdos até o momento em que percebem que aquela experiência não pode se limitar apenas ao ambiente digital e passam então a migrar para o presencial.

Se a comunicação em sua comunidade está ainda restrita ao site e jornal paroquial isso é um problema. Afinal,  você está perdendo grandes oportunidades e vocações ao não utilizar o marketing digital. 

Curtiu as nossas dicas? Que tal reunir os membros de sua equipe e começar agora mesmo a colocar em prática essas formações? Compartilhe este conteúdo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *